16 – Passeando até à Escócia – De Bristol até Hereford!

16 de Agosto de 2011

Comecei o dia dando uma volta pela cidade. O céu estava mais uma vez cinzento… às vezes questionava-me se aquele país não terá um índice elevado de depressões! Havia momentos em que eu me sentia meio apática, como se fosse eternamente fim do dia, mesmo quando era ainda de manhã!

Viver naquele cinzento todo, com uma bosta de comida e as bebidas alcoólicas meio racionadas… acho que acabava por deprimir!

Sentei-me ali na escadaria da igreja de St Mary Redcliffe a comer mais uma vez pão com coisas… fartei-me de comer porcarias por lá!

Esta igreja gótica tem 8 séculos e é espantosa! Imponente mas não é a catedral de Bristol, essa fica mais abaixo um bocado. Foi considerada pela Rainha Isabel como a mais bela igreja paroquial de Inglaterra!

Já vi catedrais menos impressionantes que esta igreja!

A própria catedral de Bristol não é muito mais bonita!

Fui andando pela cidade e cruzando com alguns macacos giros! Eu já tinha visto vacas pintadas, uma iniciativa que chegou cá a Portugal também, também já tinha visto galos de Barcelos gigantes pintados, nas ruas de Barcelos, desta vez vi gorilas!

E lá encontrei a catedral, que tem um nome quase tão grande como ela: The Cathedral Church of the Holy and Undivided Trinity! Ou seja Catedral Igreja da Sagrada e Indizível trindade! Achei particular piada ao “indizível”! Um construção de origem Românica hoje predominantemente Gótica, como acontece com praticamente todas as catedrais que visitei naquele país!

A Abbey Gatehouse, já foi o portal da catedral

O College Green, um grande jardim semi-circular, onde ficam uma série de edifícios públicos. Aqui é a Council House.

A catedral ao fundo do College Green

Depois sobre-se a Park Street e lá em cima fica a universidade de Bristol com a sua torre the Wills Memorial Building! Uma construção do sec XIX que é um memorial a um grande benfeitor da universidade e que é considerada uma das ultimas construções de Neo-Gótico da Inglaterra!

E segui caminho para as Midleands. Uma placa na berma da estrada fez-me seguir Gloucester, a placa dizia que havia lá uma catedral património!

Valeu a pena ir vê-la! Um belo exemplar com uma história de mais 10 séculos!

Dentro tem uma grande carpete circular com o desenho de um labirinto ao estilo do que a catedral de Chartres, em França, tem incrustado no chão.

Pelo que me apercebi a “tradição” dos labirintos no chão das catedrais não chegou a Inglaterra, só os conheço em França mesmo!

Os tectos da catedral são espantosos, é uma coisa que ninguém pode esquecer numa catedral, apreciar detalhadamente o seu tecto!

Esta catedral tem ainda, no seu interior, outras curiosidades, como alguns túmulos importantes e históricos. O túmulo do rei Eduardo II do sec XIV, um rei fútil e fraco mas com direito a um túmulo lindíssimo!

Do outro lado está outro túmulo de outro homem controverso, o filho de Guilherme o Conquistador: Robert Curthose – Duque da Normandia – o Cruzado que devia ter sido rei. Mas não foi porque não o quiseram e porque não era bom governante! Rei foi o seu mano mais novo Henry Beauclerc.

Os claustros são lindíssimos! Aqueles tectos põem a gente de nariz no ar ao dar a volta toda!

A falta que fez ali um céu azul e uns raiozinhos de sol!

O antigo portal do recinto da catedral, hoje incrustado nas casas, St Mary’s Gate, é do sec XIII

O tempo que eu me demorei por ali a passear!

E as portas, continuam a fascinar-me!

Lá tive de me obrigar a seguir caminho, ou ficaria ali o dia todo!

Voltei a apanhar as estradinhas mais pitorescas, rolando suavemente por entre campos e quintas, apreciando o que de mais genuíno pudesse encontrar!

Logo à frente cheguei a Hereford e voltei a parar, só um pouco!

Já estava no País de Gales! Hereford tem uma catedral muito interessante… mas limitei-me a passear um pouco junto ao rio! The Wye Bridge, uma ponte do século XV sobre o rio Wye, já teve a sua dose de destruição e reconstrução!

Não me apeteceu ir até à catedral… eu sei que é linda, cheia de história e tal… mas não fui!

Segui para Worcester e lá havia mais uma catedral para ver, lindíssima!

Anda não fiz a conta às catedrais que visitei… mas foi uma filinha delas! Fiquei a saber que são 43 as catedrais Inglesas, por isso só me resta fazer a lista das que me faltam ver e voltar lá!

(continua)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s