24 – Passeando até à Escócia – Passeando por Edimburgo!

21 de Agosto de 2011

As 2 noites previstas para Glasgow converteram-se de repente em 5, eu não poderia mais fazer tudo o que planeara e tinha 2 hipóteses diferentes, ou reformulava tudo a partir dali, ou apenas alterada a parte que ficara comprometida com a avaria!

Decidi alterar apenas aqueles dias próximos que estavam afectados directamente pela avaria! Anulei os dias que previra para a Irlanda, comuniquei com os sítios onde marcara dormidas na Escócia para alterar as chegadas e mantive todo o resto da viagem inalterado.

Agora estava ali à porta da Escócia com 2 dias para esperar pela minha Magnífica!

A disposição era diferente do dia anterior, quando esperava um telefonema a qualquer hora a dizer para ir buscar a moto. Desta vez tinha mesmo de passar o tempo, usa-lo o melhor possível, pois a moto viria tarde demais para eu fazer algumas coisas, por isso apanhei o comboio e fui para Edimburgo!

Glasgow era-me já suficientemente conhecida para eu saber que a estação de onde partia o comboio para Edimburgo não era aquela que ficava pertinho do hostel. Teria de ir até à estação de Queen’s Street no outro extremo da zona comercial!

Era domingo e não havia ninguém nas ruas!

Uma montra repleta de máquinas de costura antigas, podiam-se ver ali varia centenas delas! Cada vez que lá passei fiquei maravilhada a ver!

Com o céu cinzento e as ruas vazias, tudo parecia tão triste! Só esperava que em Edimburgo o tempo estivesse melhor, ou, pelo menos, com mais gente!

Enganei-me! Quando cheguei a Edimburgo fui recebida por uma carga de água monumental! Fiquei abrigada na estação a ver se aquilo passava, determinada a comprar um guarda-chuva e correr a cidade toda!

Mal a chuva abrandou apanhei um autocarro panorâmico. Tive de limpar o assento com as mangas para não molhar o rabo ao sentar-me. Claro que tinha de ir lá em cima, na parte aberta, que se lixasse a chuva!

The Queen’s Street

Havia vestígios de festa pela cidade, mas a chuva afastara toda a gente! Afinal estava a decorrer o festival de Edimburgo, o maior e mais famoso festival do mundo!

O castelo está ali em cima, no meio de tudo, no topo de um rochedo que não é mais que a cratera de um velho vulcão extinto!

Fotografei-o, cá de baixo, até à exaustão!

A vantagem de ir no autocarro era que podia fotografar continuamente sem me preocupar com a moto!

O autocarro foi dando a volta pela cidade antiga e a minha vontade era sair a toda a hora para ver tudo de perto, mas contive-me, queria entender primeiro a “disposição” da cidade!

Deixei-me levar, queria ir para perto do castelo e da zona medieval que prometia ser linda!

Afinal Edimburgo é considerada uma das capitais mais bonitas da Europa!

Passamos nas Belas Artes da cidade onde Sean Connery posou nu para ser desenhado, nos tempos idos da sua juventude! Eheheh

Nem tudo é antigo na cidade e encontrei pormenores giros, como estes “limpadores de janelas”!

E continuava a dar a volta ao enorme rochedo do castelo the Castle Rock!

A bancada para o festival Edinburgh Military Tattoo, é visível cá de baixo formando um conjunto surrealista junto do rochedo!

E cheguei à Royal Mile na cidade antiga, de onde tudo parte e onde tudo acontece!

A festa começava a voltar à vida, à medida que o tempo ia melhorando e o dia ia avançando.

A catedral de St Giles ou a High Kirk of St. Giles, com uma origem do sec XII mas hoje mais do sec XV, estava fechada, com um guardião à porta, pois estavam em oração!

Dei a volta à catedral pela Paliament Square

Com a estátua equestre de um Charles III todo imponente, rodeado de povo que nem o via, coitado!

Quando cheguei ao outro lado da praça e da catedral, parecia outro mundo!
Havia gente por todos os lados e grupos de actores anunciavam de formas criativas e deliciosas as peças que levavam à cena naqueles dias!

Finalmente se fazia justiça à fama da cidade, como cidade da cultura e das artes, a Atenas do norte!

De repente eram poucos os recantos sem ninguém, as pessoas apareciam de todos os lados! Ali ao lado ficam The City Chambers.

Em frente à porta faziam-se caricaturas originais, a aerógrafo em t-shirts! Gostei de ver!

Recantos de um canto medieval de uma cidade extraordinária!

Nunca pensei achar sexys os kilts nos homens, mas a verdade é que vi alguns bem giros a quem a saiinha assentava mesmo bem!

Cruzei com Hume, um filosofo que, em parceria com John Locke, me deu que fazer em tempos de faculdade! Claro que sendo ele escocês de Edimburgo, seria de esperar um encontro entre nós!

E lá fui para o castelo, que era um dos pontos altos da minha visita!

Com a trapalhada que de repente andava pela cidade, houve momentos em que agradeci o facto de estar sem a moto! Assim nunca stressei se ela estria bem, se seria multada ou se alguém se sentaria em cima e a pusesse ao chão! Até o mau tem um lado bom!

(continua)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s