2 . Passeando pelo norte de Espanha

Passeando pelo Norte de Espanha – Santander, Elciego

12 de Julho de 2011

De manhã o dia estava cinzento e prometia “molho”. Estávamos tão perto de Santander que fui até lá para ver a península que estava nos meus planos… depois se veria, conforme o tempo se apresentasse o que faria a seguir.

Do cimo do morro ali mesmo em Cuatro Caminhos podíamos ver a cidade lá ao fundo

Santander estava cinzenta da cor do chumbo!

Mas agora não sairia dali sem ver o que procurava!

Este “sitio” foi um presente da cidade de Santander ao rei espanhol da época (Alfonso XIII) no inicio do sec XX

Como o tempo não ajudava e o Jaky estava cansado de caminhar decidi apanhar o comboiinho para ver a ilha

Não foi uma brilhante ideia porque ele deu a volta sem parar uma única vez e eu gosto de apreciar as coisas com calma e à mina maneira…

e o palácio lá apareceu, sem que o comboio parasse para a gente o ver melhor!

Depois havia um “ninho” de focas e leões-marinhos muito giros!

Enquanto uns nadavam outros pareciam enormes lesmas esticadas no chão sem sol! Não se pode ter tudo!

E havia também um pequeno museu do mar!

Replicas e copias de embarcações que cruzaram oceanos!

Ao longe a cidade… e partimos de novo

O meu percurso era o que tivesse menos chuva, mesmo assim não nos conseguimos safar de um pequeno dilúvio à saída de Santander. Desisti, como já previa no dia anterior, de seguir para Bilbao, afinal eu “passo lá os meus dias” nos últimos tempos, e comecei a descer o país na direcção de la Rioja.

Fui conseguindo fugir à chuva embora o céu permanecesse pesado.
O Jaky atirou-se a um touro que, no meio de uma rotunda em Quintanilla Sopeña, corria atrás de um homem! Passa a chuva e volta a alegria! eheheh

Passamos em Quincoces de Yuso com a sua ponte romana.

Cada vez que saio das estradas mais “famosas”, por caminhos desconhecidos, que até podem parecer suspeitos, delicio-me sempre com o que encontro! Paisagens deslumbrantes, mesmo sem sol!

de repente parecia que andava em Marrocos!

E o Jaky lá se divertia a aparecer nas minhas fotos!

]

Encontramos Espejo, um pueblo pequenino mas com duas Torres del Homenaje!

Uma maior, que devia ser o ricaço ali da zona na época!
Na realidade esta é a Torre dos Condes Orgaz (nome sugestivo!) pelos vistos foi muito importante na idade média pela sua posição estratégica na defesa de Castela.
Hoje funciona ali uma escola para pessoas desempregadas que vão recuperando o edifício.

E outra menor, que devia ser de origem mais modesta…

Esta terrinha tem nomes de ruas originais… no mínimo!

E seguimos por searas sem fim!

O destino era Elciego a cidade do vinho. Entramos em La Rioja a capital do vinho espanhol e a paisagem foi realmente mudando, as searas deram quase repentinamente lugar às vinhas!

Aqui já não foi a chuva o que condicionou o meu caminho e sim o vento! Nada que se parecesse com o vendaval de Marrocos, mas suficientemente forte para cansar a gente e para não me deixar tirar fotografias!

Este era um dos pontos altos da minha viagem. Aqui se situam as Bodegas Herderos del Marqués de Riscal onde está situado o hotel projectado pelo famoso arquiteto canadense Frank Gehry, o mesmo que projectou o edifício do museu Guggenheim em Bilbao.
Lá estava ele ali ao longe…

Eu fui até ali para visitar as caves Marqués de Riscal, a mais antiga e tradicional vinicultora do local, com o seu fenomenal hotel “em cima” e valeu a pena!

Fomos recebidos na loja/bar, espaço muito bonito onde se pode comprar e provar vinhos bem como outras iguarias.

O hotel, aquela “coisa” fenomenal fica mesmo ali, domina tudo, sobretudo a nossa atenção!

Espantoso! Inspirado na vinha e sua folhagem…

O arquitecto para idealizar o edifício quis viver na zona durante uma semana para conhecer a vida e rotina das pessoas trabalhadoras da terra. Acabou por as homenagear a elas e à vinha e ao vinho. Quis criar algo vivo e festivo, porque vinho é alegria, e conseguiu!

Dentro do espaço da adega pudemos ver a maqueta do edifício

Mas as caves eram elas próprias assunto de visita à cidade! Aqui produz-se muito vinho

A temperatura de cada uma daquelas imensas cubas é controlada por computadores numa sala de controle

Toda esta tecnologia contrasta com a adega antiga

onde se envelhecem vinhos de qualidade superior e se guardam raridades

Maquinaria antiga que lembra instrumentos de tortura são, na realidade, instrumentos de engarrafar ou abrir garrafas!

]

Um ambiente impressionante!

dali saem milhões de garrafas de vinho por mês!

Acabamos a visita com uma prova de vinhos

O branco era uma delícia, o tinto era demasiado áspero para o meu gosto!
A garrafa é comercializada com uma rede dourada a envolve-la porque antigamente o povo bebia o vinho e substituía-o por outro de menor qualidade e, para evitar essa falsificação nas tascas e restaurantes, começou a ser vendido com a rede lacrada, depois de aberta não pode voltar a ser fechada! Hoje faz parte da imagem de marca!

Depois arranjamos uma casinha de turismo rural e assentamos arraiais

A casinha tinha algumas paredes pintadas com muita piada!

O meu quarto tinha um terraço de onde eu via a catedral!

Fomos ver o pueblo mais de perto

muito bonito o pueblo, com vestígios medievais encantadores e outros estilos posteriores como o barroco!

E a noite chegou e o sono também!

Fim do sétimo dia!

**** ****

Passeando pelo Norte de Espanha –Elciego, Villoslada de Cameros, Sória, Olite

13 de Julho de 2011

O vento tinha acalmado no dia seguinte e, embora o céu não estivesse totalmente azul, as nuvens não pareciam ameaçadoras e não prometiam chuva. Óptimo!

Fui dar a voltinha de despedida, como gosto de fazer em cada terra que me cativa. Apreciar o contraste da arquitectura do hotel com o ambiente rural e antigo do pueblo. A verdade é que este monumento arquitectónico fez aumentar em 65% o turismo no local!

Passear um pouco por entre as vinhas do Marquês de Riscal!

Ao fundo, depois das vinhas, a catedral e o hotel de Frank Gehry

Mas estas não eram as únicas caves espantosas que eu queria ver, ali perto Calatrava também criou algo de arquitetonicamente espantoso!

E lá estavam ao longe as caves de Ysios, projectadas pelo arquitecto Santiago Calatrava, arquitecto/engenheiro espanhol que projectou também a estação do oriente em Lisboa!

Ao longe a ondulação do telhado faz um efeito quase surrealista na paisagem!

De perto então, é espantosa!

Da frente do edifício pode-se ver o pueblo ao longe, antigo e contrastante!

De longe, do meio da vinha, a Bodega é imponente e bela, mesmo com as nuvens baixas e o céu cinzento!

Ali na zona é tudo Bodegas, e são tantas!

Então seguimos viagem, pelo meio de vinhas e bodegas e penhascos

até Villoslada de Cameros, com a sua ponte medieval, situada no curso alto do rio Iregua, en pleno coração da Sierra de Cebollera

Um pueblo tão bonitinho como de caminhos ingremes, toca a marchar mais um pouco por ali a cima!

A Igreja paroquial de Nuestra Señora del Sagrario, na parte alta do pueblo, construída no século XVII

Continuamos o nosso caminho pela Espanha profunda

Até Sória, onde fomos recebidos pela igreja românica de Santo Domingo do séc. XII, linda!

Sória é uma cidade cheia de interesse histórico que pretendo visitar mais vezes e explorar com calma, pouco a pouco!

Ainda visitei a igreja de San Juan de la Rabanera também do séc. XII

Pagava-se 1€ para acender as luzes da igreja!

Na praça encontra-se o palácio de la Deputación do sec XIX com a sua Galeria dos Sorianos Ilustres em 8 estátuas

Pormenores curiosos de um terra a revisitar

Almoçamos ali, acompanhados com um vinhinho de La Rioja

À Saida passamos na ponte sobre o nosso rio Douro!

Não pude deixar de apreciar o nosso rio do norte por terras de Espanha!

E partimos para Olite

Olite é completamente dominada pelo seu magnifico castelo-palácio. De origem muito antiga mas remodelado pela história fora, chega até nós como um palácio de conto de fadas

um cantinho refrescante no jardim suspenso da rainha, lá em cima. No primeiro andar

Aquele castelo parece um labirinto, sobe-se, desce-se, volta-se à esquerda depois à direita… mais um recanto, mais uma torre!

Da muralha pode-se ver a praça principal

A cidade vista lá de cima

A praça medieval, em frente à entrada do castelo

A igreja que pertence ao castelo

A igreja da cidade

Acabamos por ficar ali mesmo, para explorarmos a zona

Fim do oitavo dia

**** ****

Continuará quando acabar a crónica da viagem seguinte à Escócia…

Beijucas e até lá…

Anúncios

25 thoughts on “2 . Passeando pelo norte de Espanha

  1. Olá Gracinda. 🙂

    Esta parte da crónica está fantástica!
    Imagens de uma beleza impressionante..
    Para quem gosta e aprecia vinhos, La Rioja é uma zona a visitar, sem dúvida alguma.

    Estou a adorar o que li e vi. Aguardo a continuação…
    Beijinho Simone

  2. Gracinda, como neto de portugueses, tenho uma grande paixão por Portugal. Fiz muitos amigos ai na terrinha, atraves do grupo BMW Motorrad Fans, criado pelo Rui Ribeiro , em Lisboa.
    Meu roteiro é o seguinte- Lisboa, Pombal, Coimbra (visitar os amigos Ana e Miguel Soares), Porto (visitar o amigo Gil alcoforado), Braga, Parque Peneda Geres, Viana do Castelo, Minho, e depois Compostela, seguindo até os Picos da Europa.
    Tem alguma sugestão fora este seu blog muito fixe.
    Um abraço!!!

  3. Hmm it seems like your website ate my first comment (it was extremely long) so I guess I’ll just sum it up what I wrote and say, I’m thoroughly enjoying your blog.

    I as well am an aspiring blog writer but I’m still new to the whole thing. Do you have any tips and hints for newbie blog writers? I’d certainly appreciate it.

  4. I’m impressed, I have to admit. Seldom do I come across a blog that’s both educative and amusing, and without a doubt, you have hit the nail on the head.
    The problem is something that not enough men and women are speaking intelligently
    about. Now i’m very happy that I stumbled across this in my search for something concerning this.

  5. Your style is very unique in comparison to other people I have read stuff from.
    Thank you for posting when you have the opportunity, Guess I’ll
    just book mark this site.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s