Passeando pelo Douro V

*
*

17 de Junho de 2012 – continuação

________________________________________

Chegamos à eclusa e chovia! É nestes momentos que um pequeno guarda-chuva fazia jeito para não molhar a lente da máquina, como não há põe-se a mão por cima!

Desta vez ficamos na frente com o “Seven”

e o “Dani Cati” ficaria lá atrás!

O ambiente torna-se sempre giro enquanto se espera que o “elevador” funcione!

À medida que aquilo vai descendo

A gente vai fazendo a festa, com champanhe ou cerveja, ou vinho ou o que houver!

Há sempre gente lá em cima a ver a “coisa” acontecer!

e a gente faz-lhes a vontade e desce, desce!

E brincamos com os vizinhos

Voltamos à cena do Madmax…

E siga para bingo que a festa por aqui acabou!

O tempo não estava nada de especial mas ninguém se importou com isso!

Quando há coisas interessantes para fazer, quem se importa com o tempo?

(ui, aquele leitão estava divinal!)

O tempo nublado tem o poder de criar nuances e tons curiosos nas águas e na natureza!

E sai mais uma aceleradela que o jogo não espera pela gente! O Filipe até pensava que estava em cima de uma prancha!

E Entre-os-Rios estava em festa!

Fomos dar uma olhada que eu nunca tinha visto a terra da água!

havia bombos e foguetes,

mas acho que recolheram tudo muito rapidamente pois o mau tempo chegou em alta velocidade!

Fugimos dali e era apenas uma nuvem mijona, pois mais à frente estava calmo!

O “Dani Cati” seguia-nos evitando saltitar demasiado com a nossa esteira

Há coisas muito bonitas na margem deste rio, abandonadas ou estragadas… uma pena…

Chegamos à marina e, de longe, eu já avistava a minha Magnifica, que me esperava toda contente!

Depois foi o pegar na motita (que sensação conduzi-la depois de “tanto” tempo!) e seguir para o Tomaz, na berma do rio, para assistir ao jogo em que Portugal passou às meias-finais!

Melhor que uma passeata destas? Era ser mais tempo, mais longe e levar a motita para explorar as terrinhas! Ok eu sei que isso seria um cruzeiro mas, à falta de melhor, vou continuando por terra até o Capitão Elísio se lembrar de voltar a convidar a gente para subir um rio qualquer!

FIM

Anúncios

3 thoughts on “Passeando pelo Douro V

  1. Olá Gracinda!
    Mais uma crónica que chega ao fim e eu ficaria aqui a ler mais e mais…
    Está fantástica e bem divertida! Fotos com paisagens lindíssimas.
    Parabéns!
    Aguardo por mais crónicas!
    Beijinho

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s