60 – Passeando até à Suiça 2012 – A Bélgica – Laarne, Leuven e Mechelen

29 de Agosto de 2012

Era o meu 3 dia de explorações por aquelas bandas, peguei no mapa e desenhei um percurso composto de cidades que há muito queria conhecer, mais algumas coisas que me apareceram pela frente e outras ainda que nem valeram a pena parar!

Mas tudo é fantástico quando se anda na estrada por conta própria e completamente ao nosso gosto!

Uma coisa que gosto sempre de ver e saber é como vivem as pessoas! Não dentro de suas casas, mas em termos urbanísticos e arquitetónicos, como são as casas no campo, como são as estradas nacionais, o que têm de cada lado?

E descobri casas lindíssimas por todos os caminhos que fiz!

Segui para Laarne onde sabia que havia um castelinho do séc XII giro que eu queria ver de perto, e lá estava ele!

O Kastel Van Laarne que… estava fechado naquele dia! Descobri lá que só está aberto à quinta e ao domingo!

Eu queria vê-lo porque ele é um dos mais bem preservados castelos com fosso da Bélgica.

Como estava fechado poupei os 7€ e andei a passear pelos seus domínios, porque o portão estava aberto e ninguém me impediu de entrar!

O castelo foi alterado no séc. XVII, quando perdeu o seu ar defensivo, e preserva hoje características dessa época.

Nas antigas dependências de carros hoje funciona um restaurante, que áquela hora estava fechado.

Mas do seu jardim pode-se ver o castelo rodeado pelo fosso, que é um lago!

E segui para Leuven, que em português se diz Lovaina! Uma cidade universitária com um centro histórico muito interessante e que eu queria ver de perto! Estão a construir uma espécie de grande passagem inferior no meio da rua/praça principal!

Diz-se que a universidade de Leuven é a mais antiga universidade católica do mundo ainda em funcionamento, lá estudou “o nosso” Damião de Góis!

Logo ali à frente está o “Fonske” o estudante que jorra, (dizem eles) ciência para a cabeça! A mim pareceu-me mais cerveja, a considerar pela espuma que aquilo fazia!
Depois estamos na cidade berço de uma das maiores cervejeiras do mundo, na terra da Stella Artois!

A Catedral em gótico tardio, do séc. XV dedicada a Sint-Pieters é mais bonita vista de trás do que de frente!

Porque na realidade a sua torre sineira nunca foi acabada, depois de diversos azares, colapsos e falta de fundos para completar a obra, o que a faz parecer incompleta… e é!

Por dentro é a beleza gótica!

Na Grote Mark – Grand Place, a animação é constante, embora seja muito mais intensa em época de aulas, já que os alunos universitários aumentam a população da cidade, como acontece por cá em Coimbra, por exemplo!

E aí fica o edifício mais espantoso: a Rathaus da cidade!

Um edifício gótico lindíssimo, do séc. XV, que demorou 30 anos a construir e é considerado um dos edifícios mais belos em gótico tardio da Europa e uma das Câmaras mais famosas do mundo! Embora siga pormenores de outros modelos, como a de Bruxelas, não tem nenhuma torre alta.

É linda e impõe-se sobre tudo o que existe na praça!

Tenho de reconhecer que fiquei deslumbrada! Sentei-me numa esplanada e fiquei a admira-la longamente!

A universidade e a extraordinária biblioteca ficaram para uma próxima visita, segui para a minha motita. Nunca tenho a pretensão de ver tudo o que há para ver, prefiro ver bem o que me apetece no momento!

E voltei à estrada, para apreciar o que me fosse aparecendo até Mechelen!

Que também tem uma catedral gótica ou a Sint-Romboutskarhedraal, do séc. XV e também com a sua torre incompleta!

Lá dentro tem diversos elementos posteriores, tanto decorativos como estruturais, depois de destruições, pilhagens e quase demolição, a reconstrução introduziu elementos barrocos importantes.

E mantem-se imponente com a mistura resultante!

A sua torre parece decepada mas é bem visível pela sua grande dimensão, mesmo incompleta, pois tem 97 metros e comporta quase 100 sinos!

Na Grote Mrakt estavam a desmontar os restos do que devia ter sido uma grande festa!

E é lá que fica mais uma Rathaus extraordinária! Esta mistura 3 estilos: o gótico do séc XV, o gótico tardio e um “remate” barroco!

Uma cidade curiosa que não precisa de muito tempo para ser visitada!

E voltei a pegar na motita para seguir para Lier!

(continua)

Anúncios

7 thoughts on “60 – Passeando até à Suiça 2012 – A Bélgica – Laarne, Leuven e Mechelen

  1. Meu filho mora nessa cidade encantadora, e isso é um presente de deus em nossas vidas!
    Leuven é um lugar lindo, tem ótimas escolas e o povo é muito amigo!

      • Olá, Gracinha, obrigada por sua gentileza e atenção.

        Por acaso você é portuguesa?
        Caso seja, também fico contente, pois minha família por parte de pai e mãe é de Portugal, e eu estou em vias de me tornar cidadã portuguesa, por naturalização. Nasci no Brasil e aqui resido. Meu irmão é do Porto, e o restante dos familiares é de Espinho.
        Um forte abraço para você,
        Maria Emília

      • Cm certeza poderemos nos conhecer. E terei enorme prazer em fazê-lo! Estarei por aí no dia 30 de julho, se Deus quiser. Levo uma parente a um médico em Lisboa e depois desejo ir a Fátima. Você saberia me dizer qual trem devo pegar para ir de Espinho até o Santuário?
        Obrigada,
        abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s