O dia em que eu destrui a minha motita…

 

O dia que seria de passeio, descanso e prazer, converteu-se no dia do pesadelo!

Há tanto tempo que nada grave acontecia que eu pensava que o pior que me podia acontecer seria deixar cair a mota para o lado… mas havia muito pior do que isso para acontecer!

A minha motita querida, a minha amiga de todos os dias destruiu-se! Conduzi-a por maus caminhos e ela não resistiu.

Há momentos em que o futuro da embarcação está na mão do capitão e ele não toma a decisão certa… Eu vi que aquele caminho não era coisa boa para ela, eu vi-o piorar e não voltei para trás a tempo… destrui a minha menina!

Mas ela não me abandonou um único momento! Depois de duas piruetas monumentais, depois de me enterrar a mim e a ela na areia, voltou a andar, como se nada lhe tivesse acontecido, mal a puseram de pé e lhe deram um jeito aos plásticos! Voltou a andar como se não estivesse toda partida e se mais de metade de si não estivesse torto, partido, rachado ou arranhado!

E continuou a ser o espectáculo de sempre ao percorrer os 300km que nos separavam de casa.

Hoje estou infeliz mas de perfeita saúde à espera que ela se recomponha do mal que lhe fiz e já estou cheia de saudades apesar de conduzir uma “prima” Pan 1100.

Nada se compara à minha querida motita!

 

Anúncios

One thought on “O dia em que eu destrui a minha motita…

  1. Olá gracinda. Então o que é que te aconteceu? Espero que esteja tudo bem contigo e que tenha sido apenas um susto. Beijinhos Teresa (Prima do Reis)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s