13 – Passeando pelo Norte de Espanha – Estella, Artajona, Puente de la Reina, las Bardenas Reales, Sos!

Muitos dias se passaram desde a minha última publicação sobre esta viagem…

Eu fui à Escócia, eu rolei milhares de quilómetros, vivi várias histórias e aventuras mas a beleza da Espanha não fica apagada de todo com o que se passou depois!

Um dia eu disse que teria crónica e histórias para contar até ao Natal. Na realidade o Natal já passou e apenas agora eu quero continuar a contar como foi, antes que as coisas se apaguem na minha memória… ou antes que a angústia de não saber se poderei voltar a viajar, se apodere de mim!

**** ****

14 de Julho de 2011

Havia tanta coisa que eu queria ver por ali, que vou ter de lá voltar um dia para ver o que não me foi possível ver!

Depois de uma noite bem dormida, num hostel simpático junto de uma estação de serviço, partimos à procura do que me levara ali!

A zona onde ficamos era simpática e com coisas interessantes!

Olite é uma cidade curiosa, onde o castelo parece dominar tudo e ao mesmo tempo estar ali, à mão de semear, como se fosse muito natural ter como paisagem um castelo de contos de fadas na berma da estrada!

A paragem seguinte foi em Estella (Lizarra, o nome Basco) uma cidade com quase 10 seculos, no caminho de Santiago o que explica a quantidade de igrejas românicas que possui, algumas em ruinas.

Toda a cidade está recheada de construções medievais

incluindo o palácio dos Reis de Navarra do sec XII!

É uma sensação curiosa passearmo-nos por caminhos tão visivelmente antigos!

Havia feira naquele dia e o que eu gosto de feiras!

Numa feira dá para ver quem são as pessoas de uma terra, o que compram, o que vendem, o que vestem quando vão às compras! Acho que ali as pessoas eram como nós por cá!

A minha motita lá estava à minha espera

Mais à frente cruzamos com 2 Goldwings curiosas!

Segui para Artajona, uma cidadezinha no topo de uma colina com um castelo espantoso!

Só de longe já valia a pena ter ido ali! Era exatamente o que prometia ser: um cenário!

Mas o interesse manteve-se ao subir ao castelo

Uma fortificação medieval notável chamada de El Cerco desde o sec XIV.
Está em muito bom estado de conservação tendo sido recentemente restaurado.

Achei as torres muito curiosas, abertas do lado de dentro da fortificação!

os pisos dentro das torres teriam sido de madeira e hoje não existem mais e não os colocaram lá com o restauro

A igreja é um exemplar espantoso! Pelo menos para mim que não conheço nenhuma outra com fachada semelhante!

A iglesia-fortaleza de San Saturnino e a sua fachada gótica espantosa é do sec XIII! Estava fechada, uma pena, tinha gostado tanto de a ver por dentro!

A paisagem lá de cima é deslumbrante!

Segui para Puente de la Reina, que tem mesmo uma ponte que atravessa o rio Arga!

Naturalmente o nome do Pueblo vem da ponte românica do sec XII, mandada construir por uma rainha desconhecida hoje!

Uma cidadezinha muito bonita, cheia de significado por se juntarem nela todos caminhos franceses de Santiago

A Iglesia de Santiago, com origem no sec XII, hoje acho mais bonitos os seu tetos pois os altares foram adornados em obras posteriores, deforma que não aprecio…

Depois de cuscar no interior dos pueblos segui finalmente para Las Bardenas Reales…

As Bardenas são uma espécie de deserto protegido pelo Parque Natural e é também Reserva da Biosfera.

O solo é de argila, gesso e arenito e foi sendo esculpido pelas chuvas e ventos ao longo dos tempos,

Aquilo é lindo por ali!

Não pude visitar as Bardenas Reales como queria porque não estava sozinha, o caminho é de terra batida, a fugir para o cascalho, e eu não quis que houvesse azares…

Terei de lá voltar sozinha!

Tudo parece terra esculpida, rígida e texturada, pode-se andar por cima sem estragar os efeitos da erosão!

Mais à frente, junto aos pueblos, foram esculpidas grutas na encosta dos montes terrosos.

Andamos por ali às voltas, não me apetecia ir embora, por isso dei a volta aquilo tudo, antes de andar para a frente e encontrar e o castelinho de Sadaba de “brincar” do sec XIII!

O meu destino seguinte era Sos del Rey Católico, e o caminho foi composto por paisagens extraordinárias

O sol baixava já quando lá chegamos

O Jaky já esgotara a sua resistência, com as botas a magoarem e as articulações a queixarem-se. Fui visitar o pueblo sozinha!

Valeu a pena e valeria também a pena ter podido ficar por ali mais tempo…

Paciência, mais um recanto de Espanha que terei de revisitar sozinha!

Depois foi o regresso a casa, em Olite, e o caminho ainda tinha coisas giras para ver, num país e numa zona onde parece que todas as colinas e todos os montinhos têm um pueblo em cima

Encontrar mais uma vez naquele dia o Canal de Bardenas, que parecia não ter fim, a considerar pelos sítios em que cruzamos com ele. Efetivamente vim a descobrir que tem “apenas” 132km! Claro que tinha de “estar por todo o lado!
Muito bonito ao entardecer!

E o sol punha-se em Olite quando chegamos!

Fim do 9º dia

Anúncios

One thought on “13 – Passeando pelo Norte de Espanha – Estella, Artajona, Puente de la Reina, las Bardenas Reales, Sos!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s