Pensamentos de viagem…

Há uma sensação de limite que me acompanha,

que me faz querer ir a todo o lado quanto antes,

antes que esse limite seja alcançado e eu não possa mais ir!

Há uma sensação de impotência perante o tempo,

que me faz ter consciência do meu próprio limite,

quando eu não puder mais ir,

quando o meu corpo me pesar demais

para eu o poder carregar em cima da minha moto!

(Budapeste – 2010)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s