64 – Passeando até à Suiça 2012 – A Bélgica – Maastricht e a livraria Selexyz Dominicanen

31 de Agosto de 2012

No dia seguinte a minha Magnifica tinha feito varias amigas!

Soube depois que os cavaleiros das outras meninas tinham ficado bom tempo a inspecionar a minha motita, queriam saber quem eu era, mas tal não foi possível porque eles deitavam-se muito tarde e levantavam-se igualmente tarde, por isso nunca nos cruzamos! Eram ingleses e deviam ter muita vontade de correr os bares até às tantas, enquanto os meus interesses eram outros, o que provocou sempre o desencontro!

Ali pertinho de Liege fica Maastricht! Há tanto tempo que eu tinha curiosidade de visitar a terra do tão famoso tratado de 1992! Foi daqueles nomes que, de tão repetido, ficou na minha memória para visita futura, salvaguardando sempre a hipótese de ser uma cidade sem qualquer interesse ou beleza!

As minhas vizinhas de quarto diziam que era muito mais interessante que Liege, por isso fui dar uma olhada! Afinal é uma das cidades holandesas mais antigas!

Fui recebida pela Basílica de St. Servatius, uma construção basicamente românica com mistura de estilo gótico. Estava fechada e tive pena pois deve ser bonita e diferente lá por dentro, depois é a mais antiga da Holanda que tem a sua origem lá pelo séc. III, com remodelações e reconstruções posteriores em pedra até ao aspeto atual… merecia mesmo uma visita!

Achei curioso o portal que leva para o pátio! Em cada país os estilos adquirem características únicas!

Do outro lado fica a igreja de St. Janskerk, gótica do séc. XIII, uma igreja protestante com uma torre vermelha. Dizia num placard “The Church of England” St Jean Maastricht, que é o seu nome em inglês, claro!

Faltou um pouco de sol para apreciar calmamente o ambiente sereno que sentia por ali!

Por entre as igrejas chega-se à Praça Vrijthof, que não tinha ninguém mas exibia vestígios de festa!

O ambiente mantinha-se sereno, como se toda a gente estivesse noutro lugar, já que por ali não havia quase ninguém à vista! Ou então estava tudo a dormir depois da festa que eu não vi!

também era muito cedo para festas por isso ía aproveitando para catar um pouco a cidade velha.

As ruínhas são deliciosas por ali, percorri diversas, todas bonitas, estreitas, limpas e pitorescas!

Aquilo prometia vir a ter um ambiente animado mais à tarde!

E cheguei ao rio Maas que atravessa a cidade.

Andei mais umas ruelas

e encontrei onde toda a gente se ia juntando, embora àquela hora da manhã o movimento ainda estivesse a começar!

Eu adoro feiras! Então em cidades desconhecidas é que eu gosto, pois mostra muito do que é um povo! Ali o povo era animado! A princípio ficavam a olhar para mim, diga-se de passagem que eu nem a cinta tirara, nem as luvas, apenas pusera o chapéu e andava por ali armada numa espécie de guerreira bizarra, já que uso a cinta por fora do blusão, para não me massacrar a pele!

Depois eu sorria, disparava uma foto e dizia “Good Morning”! E as pessoas sorriam também!

A dada altura eu também já dizia “Guten Morgen”, pois me parece que é parecido com o “bom dia” flamengo! 😀

A feira passava-se mesmo em frente à rathaus da cidade, o edifício do séc. XVII presidia a tudo ao fundo!

Aquela era uma feira muito parecida com as nossas e quase me senti em casa!

Achei um piadão à feirante gordinha e bonacheirona numa escultura lá no meio da confusão!

Então cheguei a uma igreja que me encheu todas as medidas! Entrei ali e nunca mais quis sair!

Uma Igreja gótica do séc. XIII linda…

Mas na realidade é a Selexyz Dominicanen e está instalada na igreja desde 2006! A livraria mais bonita do mundo, dizem eles e eu concordo que é uma das mais bonitas que conheço!

A Selexyz é uma das maiores cadeias de livrarias da Holanda e resolveu inovar ao abrir uma das suas filiais numa antiga catedral dominicana com 7 séculos, bem no centro de Maastricht.

No altar funciona o café e a galeria de arte!

E os tetos e as paredes estão ali, ao alcance da mão, do olhar, por entre livros!

De um lado da nave fica a escadaria, com elevador incluído, que nos permite subir por 3 níveis de estantes, até tão perto do teto!

E lá de cima pode-se ver melhor como ficou o altar, com o barzinho montado, onde as pessoas se podem sentar em torno de uma mesa em forma de cruz! Lindo!

Eu nunca tinha estado tão perto do topo de um edifício gótico e fascinei-me!

Simplesmente não conseguia ir embora, nem parar de fotografar!

Espreitei em todos os ângulos…

e deslumbrei-me!

Tenho de reconhecer que, se existisse uma coisa destas no Porto, provavelmente passaria lá os meus dias!

E voltei a passar pela Praça Vrijthof para ir buscar a minha motita.

Pormenores de uma casa de instrumentos musicais!

E sempre que vejo um chapeleiro não resisto a ir espreitar!

Mas não tinha nada do meu agrado!

E lá estava a minha motita à minha espera! O tempo piorava e eu pus-me a andar, com uma livraria na memória!

(continua)

Anúncios

One thought on “64 – Passeando até à Suiça 2012 – A Bélgica – Maastricht e a livraria Selexyz Dominicanen

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s