7. Passeando por caminhos Celtas – uma longa noite… até à Irlanda!

Há noites tão longas…

Mas aquela noite acabou por me reservar momentos interessantes! Afinal eu não passaria a noite por ali, estendida num sofá do bar, sozinha! Na realidade uma infinidade de pessoas se preparava para passar a noite por ali também! Fantástico! Fui vendo uns e outros puxarem inclusive de almofadas e cobertores.

Eu apenas tinha tratado do lanche, achei que fazer tantas horas mal acomodada, só poderia ser menos penoso se tivesse o que comer. Por isso no meu saco de capacete tinha o meu portátil, 2 dos meus livrinhos de desenho e um lanche composto só por “porcarias” que me dessem prazer comer.

Entretanto os lugares estavam todos a ficar ocupados por imensa gente que se estendia por aqui e por ali.

Uma rapariga muito simpática veio perguntar-me se eu lhe dava um pouco do meu sofá para ela se sentar. Mas havia tanto espaço! Então ela explicou que quando nos deitássemos todo o espaço seria pouco! Fizemos amizade. Era francesa e pensava que eu também era! Aliás, eu devia estar com um ar muito estrangeiro porque naquela noite perguntaram-me 3 vezes se eu era inglesa e 2 se eu era francesa!

As minhas vizinhas, no longo sofá que contornava todo o espaço do bar, eram enormes! Passaram boa parte do tempo a maquilhar-se, a pintar as unhas e a olhar para pequenos espelhos… mas continuavam meio monstruosas! É sempre curioso ver mulheres maquilharem-se em público, sobretudo quando a seguir estarão a dormitar desconfortavelmente nos seus assentos.

Não tive coragem de tirar fotos ao ambiente e às vizinhas monstruosas mas desenhei-as à socapa! Alguns desenhos ficaram engraçados sabendo que foram feitos em menos que pouco tempo, entre uma olhadela de uma e uma espreitadela de outra! Eheheh

2 deles:

Aquele amanhecer tardou tanto… como se as horas nunca passassem…

2 de agosto de 2014

Mas mal deu sinal de vida, pôs-se dia num instante! E não foram 16 horas, como eu sempre disse, foram 17, porque a hora na Irlanda é igual à de Portugal, logo ao desembarcar às 12.00h completavam-se as 17 horas de viagem…

O tempo estava cinzento lá fora, na Irlanda!

Lá em baixo no porão, a minha moto tinha ficado rodeada por outras motos. Eu teria de esperar que todos saíssem para sair eu… e eles eram uns aselhas! O tempo que aquela gente demorou a preparar-se e a dificuldade que mostravam em manobrar as motos naquele piso, surpreendeu-me! Cruzes, eu não podia acreditar naquilo!

Acabei por tirar a minha moto (que era a maior e a mais pesada) manobrando-a por entre as outras ou acho que ainda lá estaria à espera para sair. A verdade é que sai sozinha do barco, sem que nenhuma moto me seguisse! Valha-me Deus, apetecia perguntar como tinham chegado até ali com tantos receios!

Lá fora o mau tempo esperava-me e à medida que saia do porto, finalmente 2 ou 3 motos já eram visíveis lá atrás.

Desatei a conduzir à esquerda como se o tivesse feito por toda a minha vida! Curioso que, da última vez, que era a primeira vez que conduzia à esquerda, custou-me muito adaptar-me, o meu cérebro dava uma volta a todo o momento, em cada cruzamento, em cada ultrapassagem. Desta vez foi pacífico, mesmo com o vento forte e a chuva intensa, nada me perturbou!

Fez-me lembrar a primeira vez que fui a Marrocos e andei de camelo, custou-me tanto, não conseguia relaxar nem sequer pensar em retirar as mãos o suporte onde me agarrava com toda a força e, no ano seguinte, tudo foi fácil e até andava “sem mãos” tirando fotos ao mesmo tempo! Acho que uma vez que o meu cérebro se adapte, conseguirá funcionar de novo a cada momento!

Com aquele tempo nem valia a pena parar em lado nenhum, por isso fui direta para Cork, para o hostel.

O tempo estava bem melhor por ali, por isso depois de largar a top-case, fui ver um pouco da cidade.

Cork é a segunda maior cidade da Republica da Irlanda! É uma cidade interessante e, aparentemente cheia d igrejas!

Desta vez eu não tinha muita vontade de ver catedrais, não era essa a minha finalidade, por isso, a maior parte das vezes, bastar-me-ia vê-las por fora, como a St. Fin Barre’s Cathedral. Eu sei que ela é linda e tal, é relativamente recente, em estilo neogótico, lá do fim do séc. XIX. Claro que se fosse mesmo gótica eu provavelmente não lhe teria resistido e teria voltado para a ver por dentro! Que fazer, são paixões que tenho!

Assim só andei por ali a ver todo por fora, casas, igrejas, ruas!

Acho que tantas horas dentro de um ferry, esticada num sofá, reavivou a grande vontade que eu tinha de conduzir, mais do que de andar!

Ou outro lado do rio Lee, mais uma grande igreja, a Holy Trinity Church!

/img]

Mas será que por ali todas as igrejas são neo-qualquer coisa? Os revivalismos na arquitetura singraram na cidade e ali estava um exemplar neogótico, que também não visitei por dentro!

Pode ser que, de uma próxima visita à Irlanda, eu vá mais disposta a ver igrejas e as vá ver todas por dentro, naquele momento só me apetecia passear de moto pela cidade. O sol preparava-se para descer e, subindo a uma colina ali ao lado, eu fui vê-lo, relaxar e fazer um picnic com uma belíssima paisagem. Afinal eu estava finalmente na Irlanda, um país mítico para mim e queria que o meu primeiro entardecer fosse mítico também!

Ao voltar para o hostel fiz amizade com uma francesa muito simpática, fartamo-nos de conversar, ela tinha saudades de falar a sua língua depois de uma visita a solo pela Irlanda, por isso foi só tagarelar.

Ela, como eu, viajando sozinha nunca ia a um bar à noite, mas juntas era outra coisa!

Ela também é professora, de biologia! Muito interessante falar com gente boa e inteligente!

Passeamos um pouco pela cidade, ficando combinado que, quando eu passasse em França, na sua zona, teríamos de nos encontrar de novo!

E finalmente eu iria dormir uma noite decentemente deitada numa cama confortável, com cobertores e lençóis e tudo, numa casa vitoriana, com um jardim muito bonito!

E foi o fim do meu 5º dia de viagem…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s