35 – Passeando até à Suiça 2012 – Basel, Dornach e o Goetheanum

19 de Agosto de 2012

O dia seguinte foi de preocupação, o que estragou um pouco o que queria ver e fazer! Isto de não conduzir à vontade é ruim e, quando nos dizem para não travarmos, parece que de repente travamos mais do que nunca e por tudo e por nada!

O meu destino era Saint Gallen, por caminhos cheios de beleza, mas nem sabia o que fazer, se seguir direta, se dar umas voltinhas inocentes e visitar recantos que trazia no meu “livrinho das saudades”.

Optei pelo “meio-termo”: nem ir direta, nem catar demasiado, e deixar na agenda coisas lindíssimas, que não poderia ver, para uma próxima passagem no local. Acho que foi a boa opção pois, no final, o dia resultou muito bonito!

O hostel era muito bonito e o pequeno-almoço cheio de requintes! É o momento em que me encho sempre de comida! Acordo com vontade de comer de tudo e é o que faço sempre, pois durante o dia a vontade de comer nunca é muita! Pudera, com a barriga cheia e a cinta apertada nem há tempo para sentir fome!

Não fiz uma visita exaustiva a Basel, implicaria muito “pára-arranca” e isso stressar-me-ia por causa dos travões, por isso fui até um ponto central, perto do que queria ver, e parei ali.

Uma das coisas que me irrita na Suíça são os milhares de fios dos autocarros elétricos! Lixam a paisagem toda, ao ponto de fazer quase redes de fios por cima de nós! Ecológico mas aborrecido para caramba!

A caminho da Rathaus extraordinária da cidade passei na Elisabethenkirche, uma igreja fantástica em estilo neo-gótico, que consegue ter a torre mais alta que a da catedral de Basel! Um edifício do séc. XIX lindíssimo… infelizmente estava fechada, era muito cedo!

Não estava fácil aproximar-me do ponto onde queria parar, porque havia ruas cortadas e sinais de festa, mais propriamente cinema ao ar livre!

Do outro lado do Reno a catedral vermelha chamava a atenção! Era para lá que eu queria ir!

Aquele Reno é um rio que tenho de percorrer de ponta a ponta, um dia… desde a nascente nos Alpes suíços, até à sua chegada ao Mar do Norte, depois de passar por 6 países: Suíça, Áustria, Liechtenstein, Alemanha, França e Holanda!

Dei a volta e fui até à Marktplatz, onde o edifício de arenito vermelho domina visualmente toda a envolvência!

Uma construção do séc. XVI espantoso onde hoje funcionam o Grande Conselho – legislativo e o Conselho de Governo – executivo, bem como os serviços do Parlamento do cantão.

Não há qualquer dúvida da data de construção do edifício, pois está escrevinhada numa varanda! A segunda data deverá ser a do seu restauro, que naquele país gostam de registar também!

As paredes são deslumbrantes em torno do pátio interior! Fica-se por ali de nariz no ar a apreciar!

Basel foi a única grande cidade que eu não conheci enquanto vivi na Suíça! Lembro-me que quando a Confederação organizou o passeio para os bolseiros visitarem a zona, eu não pude participar, pois estava em exames, que nas Belas Artes nunca são nas mesmas datas dos da Universidade, vá-se lá saber porquê.

Depois nunca lá fui pelos meus próprios meios (bicicleta + comboio) porque havia sempre algo mais chamativo e mais perto para eu visitar! Por isso conheci-a apenas anos depois, quando regressei à Suíça de moto!

A praça, cá fora, estava deserta e era o momento certo para a visitar, sem carros por todos os lados!

Pertinho da Marktplatz fica a Catedral, vai-se mais facilmente a pé que de moto, pois a volta que se dá é enorme!

A catedral é um edifício espantoso, também em arenito vermelho, sobressai na paisagem da cidade pelas suas torres e telhados de telhas coloridas!

Foi construída entre o séc. XI e o séc. XVI, entre estilo românico tardio e gótico!

Esta catedral, como outras no país, nasceu Católica e acabou Protestante, como se mantem até hoje! Mas a transição foi violenta e um duro golpe para o seu património artístico!

Entre 1528 e 1529 muitas das suas obras foram destruídas, crucifixos e estuas de santos e da virgem foram esmagados pela população que a invadiu para destruir tudo o que fosse imagem, inspirados pelo reformador Ulrich Zwingli, que recusava a adoração de Deus pelas imagens!

Os capelães defenderam a catedral que acabou por ser despojada das suas imagens e assim se mantem até hoje.

Pertinho de Basel, em Dornach, fica o Goetheanum! Um edifício que é uma escultura onde se pode entrar!

Na realidade é a sede mundial do Movimento Antroposófico, fundado por Rudolf Steiner, que o apresentava como “um caminho para se trilhar em busca da verdade que preenche o abismo historicamente criado desde a escolástica entre a fé e a ciência!”

A obra arquitetónica é também de Steiner e é considerada uma verdadeira obra-prima da arquitetura expressionista do século 20. A libertação de alguns elementos tradicional da arquitetura, obtendo estruturas orgânicas, provoca no observador as mais diversas emoções. A cor, usada no interior do edifício em nuances e efeitos que se alteram ao longo da subida da escadaria colorida e no interior dos auditórios, é surpreendente e proporciona enquadramentos inesperados! Uma obra de arte que se pode percorrer por dentro!

As escadas, quase orgânicas, sobem em tons quentes que vão arrefecendo até chegar ao azul, lá em cima!

Lá em cima, onde o patamar já é amarelo, a maqueta de todo o sítio, onde figura o Goetheanum e as pequenas casas em formas orgânicas e florais que aparecem perfeitamente integradas na paisagem.

Lá de cima podia ver a minha motita à minha espera no pátio!

As entradas para os auditórios estavam fechadas, o que foi uma pena, pois sei que eles são de cortar a respiração!

Ao visitarmos este edifício somos levados a pensar que é uma construção moderna e recente, futurista mesmo!

Mas na realidade foi construído nos anos 20 do século passado! Os Suíços são muito reputados em artes e arquitetura, não é por acaso!

As outras construções do complexo completam o conjunto de forma digna e encantadora!

(continua)

Anúncios

5 thoughts on “35 – Passeando até à Suiça 2012 – Basel, Dornach e o Goetheanum

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s