O meu bolinho de anos em Lisboa!

O meu bolo de anos em Lisboa, na inauguração da sede do Grupo Motard Os Correias!

Era lindo, era delicioso e era uma criação da Iza Loureiro & filha, no seu “atelier de arte doceira” – Bolo me quer!

Adorei, o bolo estava ótimo e a motinha trouxe-a comigo de recordação, pois é em pasta de açucar, seca e não se estraga!

Anúncios

Eu vou!

*

Cucu!

Não tenho coragem de ser consciente e ficar…

Não tenho coragem de desistir e ficar quieta desta vez… deixar passar o momento de crise e deixar para o ano que vem a viagem que não devo fazer este ano…

Até para se desistir é preciso coragem por vezes e eu não tenho essa coragem!

Já viajei com tão pouco, sem condições, sem garantia de conseguir sequer recompor-me dos gastos depois de regressar, sem deixar que a consciência me impedisse de ir!

Mas penso sempre que se calhar eu devia ficar, se calhar eu devia desistir…

Mas que faço depois com a frustração? O que farei depois com a minha tristeza, com o sonho desfeito, com o esforço desnecessário de todo um ano, com a atitude correta mas profundamente desanimadora?

Eu acho que vivo melhor com o arrependimento do que fiz, do que com o remorso do que não fiz!

Se eu não tivesse feito as minhas primeiras viagens, sem dinheiro nem condições, se calhar não teria viajado mais e hoje não teria mais dinheiro e teria vivido muito menos, seguramente!

O que eu vivi ninguém me pode tirar mais!

Eu vou…

Nem que seja a última viagem por muito tempo na minha vida…

Mas eu vou!

Parto daqui a 10 dias…

😀